sexta-feira, 20 de março de 2009

Não que a vida seja lá tão bela e que todos os sonhos valham a pena, mas desistir de viver e sonhar é entregar-se a insignificância.

No meio da complexidade da vida moderna, do amontoado de coisas, compromissos, necessidades, acontecimentos e fatos, a vida não parece assim tão bela. Mesmo os sonhos que temos, são muitas vezes produzidos por idéias loucas, muitas vezes fruto da vida agitada que levamos. Muitos desses sonhos, se realizados não poderiam agregar felicidade à nossa vida; muito pelo contrário, poderiam nos trazer problemas ainda maiores.
Na parábola contada por Jesus em Lucas 15:11-32 nós vemos isso claramente refletido na vida do jovem que troca a estabilidade da casa do pai pelos sonhos que tem. Descobre depois, com muito sofrimento e dor, que seus sonhos não valiam mesmo á pena. Sua vida agora é, sem beleza alguma, sem graça, na desgraça, alimentando porcos e morrendo de fome, apelando pra comer a comida daqueles que alimenta; diante disso é levado a refletir e pensar que a vida pode não ser assim tão bela, diante das possibilidades que temos de tropeçar e errar; e que nem todos os sonhos valem mesmo á pena, mas permanecer ali era entregar-se a insignificância. Não apenas sua reflexão, mas também sua atitude muda completamente a sua vida. Retorna pra casa do pai, envergonhado, arrependido mas com a certeza de que sua vida teria um significado, faria sentido; aprendera a lição. Certamente sua vida não seria assim tão bela; continuaria a ter problemas, a começar pelo seu irmão enciumado pelo tratamento que ele recebera do pai depois de retornar pra casa. É possível que lutasse também contra sua tendência de ter sonhos loucos como os que tivera e o fizera sair da casa do pai... mas uma coisa ele decidiu, desistir de viver e sonhar e entregar-se a insignificância, nunca mais. Portanto, não deixe jamais de viver e sonhar, mas submeta sua vida e sonhos à vontade soberana do Pai celestial, pois à semelhança do pai do jovem da história narrada por Jesus, a vida com Ele é infinitamente melhor, pois mais que saber o que queremos, Ele sabe exatamente o que precisamos. Se precisar voltar volte; se precisar começar ou recomeçar, faça isso. Mesmo que a vida não seja assim tão bela e nem todos os sonhos valham mesmo á pena, sempre haverá momentos na vida pra curtir e lembrar e sonhos pelos quais valerão muito a pena correr atrás e lutar por eles.
Wanderley tf - Fortaleza-CE 03/03/09

3 comentários:

Valéria Bernardino disse...

Oi irmão.. a paz!
Muito interessante o texto que você escreveu. Me fez refletir como muitas vezes damos tanta importância aos sonhos que temos sem realmente perceber que a realização deles possivelmente não nos trará a felicidade almejada.
Creio que viver sobre a direção de Deus, inclusive pra sonhar, seja a melhor escolha que posso fazer nesta vida!
Mas, ainda que eu insista na realização dos meus sonhos e eles me tragam dor, é impresncindível realmente não se entregar à amargura e assim como o filho pródigo, voltar aos braços do Pai e ter novamente o desejo de realizar novos sonhos.
Abraços!
Valéria

JULIANA SANTOS disse...

OI, AMIGO.....DEU UMA PASSADINHA AQUI.....ADOREI SEU BLOG.....PRINCIPALMENTE AS FRSES:
"SENTIMENTOS,PENSAMENTOS, IDÉIAS, TEXTOS... VER, LER, PENSAR E AGIR..." [MUITO INTERESSANTE!!!!]
E TAMBEM A:
"Não que a vida seja lá tão bela e que todos os sonhos valham a pena, mas desistir de viver e sonhar é entregar-se a insignificância."
( LINDA ESSA FRASE!!! AMEI!!! ME FEZ PARAR PRA PENSAR UM POUQUINHO NA VIDA!!!RS)

PARABENS....ÓTIMO TEXTO!!!!!
GRANDE BEIJO!!
JULIANA

Anônimo disse...

Puxa Wanderley, realmente o q estou passando, tem tdo haver c este tema, sendo assim, pude refletir bastante nas palavras ditas aqui, e tdo o q preciso são conselhos vindos do Pai celestial. Lindas palavras, e acima d tdo, verdadeiras. Abço...q Deus t abençoe e t capacite cada vez mais a levar a palavra do Senhor p o mundo. Lizandra