domingo, 8 de julho de 2012

O amor está?



O amor está no laço que aperta, no muro que cerca e no portão que liberta.
O amor está no telhado que serve de abrigo, na proteção do perigo, no aconchego de um abraço apertado de amigo.
O amor está em quem age, reage, ou não; ás vezes está no medo na decisão, na coragem, na guerra e na paz... mas na covardia, jamais.
O amor está numa atitude, numa palavra, num afago, num gesto...  numa companhia em meio ao deserto.
O amor está na humildade do perdão buscado, nas nobres e libertadoras palavras: vai em paz, está perdoado. 
O amor ás vezes está na chama da paixão que arde no peito, na paz que invade o sujeito, na mudança de conceito, no livrar-se do preconceito, no reconhecer um defeito cuidando da causa pra mudar o efeito.
O amor está na enorme saudade e na imensa vontade de reencontrar; mas está longe da atitude covarde de iludir com promessas pra depois maltratar.
O amor está na mão que reparte, no coração que se parte e ainda assim, perdoa; está na verdade dura, que machuca, cura, fere... liberta, ainda que doa.
O amor está na declaração mais forte, no sentimento mais profundo e na força que encara o mundo sem temer a própria morte.
O amor está no sacrifício na cruz, no coração de Jesus, na essência de Deus, no corpo, na alma e na vida dos filhos seus. 
wanderley t f 06/07/12

2 comentários:

Gedeane Paiva disse...

O amor está também na amizade de infância que perdura até que o Senhor venha (para um ou para o outro); como a que existe entre nós...abraço, meu amigo!!

Márcio e Regina Cunha disse...

Parabéns pelo texto. Muito bem escrito e profundo.
Paz

Márcio e Regina Cunha