domingo, 13 de julho de 2008

Pensando no mato.

Me taco no meio do mato, reflito sobre meu passado, descubro quem fui. Analiso meu presente, para enfrentar o futuro, fico em cima do muro sem saber pra onde vou. Decidir é o mais difícil, pois em toda caminhada a decisão errada não leva a lugar algum. É preciso paciência, se valer da experiência pra não vir a sucumbir. Já cansado de pensar, me ponho a perguntar o que será de mim. Sem respostas eu desisto, não quero pensar mais nisso, vou parar de refletir... sei que preciso achar uma saída, pois sem rumo na vida não da pra ficar. Saio de dentro do mato, volto pra vida que tenho, decidido a caminhar, pois caminhando é que se vai, mas é Deus quem determina onde se pode chegar.

wanderley tome de freitas - servo do Deus vivo! 19/03/05

wanderleytome@ibest.com.br


Um comentário:

Rosana disse...

Quanta sabedoria!! me identifiquei muito com este texto,em muitos dias me sinto assim. gosto desta parte que diz: "então saio do mato e vou resolver a vida" talvez não sejam estas as palavras usadas no texto, mas é o que fica de lição pra mim sabe? embora haja dias onde nem queiramos levantar da cama e enfrentar a vida, é extremamente necessário tomar uma atitude, vc me inspira muito. Deus o abençoe sempre.